siga o homoludens por email

UFMG EDUCATIVA: entrevista brinquedos e brincadeiras e formação da criança

FAZ ASSIM! CANTORIAS E BRINCADEIRAS INFANTIS

OUÇA AQUI AS PRIMEIRAS MÚSICAS DE NOSSO CD: produção: Claudio Emanuel, Marilza Máximo e Rogério Correia Direção Musical: Silvia Lima e Christiano Souza Oliveira

Faz assim!

Despedida/ Samba mais eu

territorio do brincar

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Chamada para apresentação de trabalhos e Symposium sobre Infância e Aprendizagem em 2012 no 54o. ICA, Viena, Áustria

Chamada de trabalhos para o 54o Congresso Internacional de Americanistas, que vai acontecer em Viena, em julho de 2012: "BUILDING DIALOGUES IN THE AMERICAS".

Durante o congresso acontecerá um Symposium sobre Infância e Aprendizagem, buscará reunir e conhecer diferentes abordagens de pesquisa, sempre em diálogo com a Antropologia.

O prazo para submissão de trabalhos é 31 de agosto.
Vejam mais informações no site: https://ica2012.univie.ac.at/home/
Convidamos todos a participar e, por favor, divulguem.

Thematic area: Social and Cultural Anthropology
Symposium 937 - "Childhood and learning"

Coordenadoras: Gomes, Ana Maria UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais - Brasil) e Paradise, Ruth (Departamento de Investigaciones Educativas, DIE/Cinvestav, Mexico)

Aprendizagem é um assunto de pesquisa que tem sido explorada tradicionalmente dentro de campos disciplinares como a Psicologia, Educação, Sociologia e, muito menos, Antropologia. No panorama contemporâneo conceitual das teorias antropológicas, mesmo se não houver acordo sobre o conceito de cultura em si, todas as abordagens convergem para a idéia de que a cultura (ou conceitos alternativos, tais como habilidades) tem de ser aprendida. Etnografias muitos descrevem os processos de aprendizagem, mas muitas vezes como parte de outros temas em estudo, como uma questão subsidiária para explicar o domínio de algumas práticas culturais, ou mais freqüentemente por descrever as práticas tradicionais. Como principal preocupação, a aprendizagem em contexto escolar é um modelo potente, particularmente quando o foco está na aprendizagem das crianças. Ele continua a ser um quadro de referência que potente guias também as investigações sobre as práticas de outros, chamados de "não-educados", ou "não-formal". Desde a discussão do modelo de aprendizagem, ea abordagem situada (Lave e Wenger, 1991), os processos de aprendizagem em diferentes campos empíricos estão focados em em investigações que levem em conta uma multiplicidade de configurações - que podem incluir de fato, mas não em exclusivo forma, a própria escola. Este simpósio tem como objetivo apresentar os resultados de pesquisas que estão sendo realizadas em vários países da América sobre a aprendizagem e infância em diferentes contextos família, comunidade e escola. Exploratória usando abordagens inter / transdisciplinar e metodologias específicas, os estudos foco incomum ou menos estudadas práticas culturais, como a religião, esportes, artes, dança e música, ou outras práticas particulares entre grupos específicos, bem como generalizada práticas contemporâneas como a uso de tecnologias modernas.
Palavras-chave: infancia, aprendizagem, antropologia da aprendizagem, aprendizagem situada

Nenhum comentário:

Brincantes do Brasil: Entrevista com Lydia Hortélio by Almanaque Brasil

Brincantes do Brasil: Entrevista com Lydia Hortélio parte 2 by Amanaque Brasil