siga o homoludens por email

UFMG EDUCATIVA: entrevista brinquedos e brincadeiras e formação da criança

FAZ ASSIM! CANTORIAS E BRINCADEIRAS INFANTIS

OUÇA AQUI AS PRIMEIRAS MÚSICAS DE NOSSO CD: produção: Claudio Emanuel, Marilza Máximo e Rogério Correia Direção Musical: Silvia Lima e Christiano Souza Oliveira

Faz assim!

Despedida/ Samba mais eu

territorio do brincar

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Seminário discute violações aos direitos de crianças e adolescentes indígenas

Karol Assunção *

Adital -
De amanhã (25) até o próximo sábado (27), cerca de 70 representantes de organizações indígenas, pesquisadores, estudantes e autoridades governamentais se encontrarão em Brasília (DF) para o II Seminário sobre Direitos e Políticas para Crianças e Adolescentes Indígenas. Na ocasião, os participantes conhecerão e discutirão os resultados preliminares da pesquisa nacional sobre violação aos direitos de crianças e adolescentes indígenas.
Coordenada pelo Centro Indígena de Estudos e Pesquisas (Cinep), em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) e o Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), a pesquisa ocorreu durante este ano com a participação de indígenas de várias regiões do Brasil. O resultado final do relatório - assim como as sugestões e discussões geradas no seminário - serão publicadas posteriormente em formato de livro.



De acordo com Cristhian Teófilo da Silva, professor da Universidade de Brasília (UnB) e consultor sênior da pesquisa, o relatório foi construído através de oficinas realizadas com representantes indígenas para discutir problemas e demandas referentes a todas as regiões do país. Assim, os encontros aconteceram em quatro capitais brasileiras: Curitiba (Paraná), regiões Sul e Sudeste; Cuiabá (Mato Grosso), Centro-Oeste; Manaus (Amazonas), região Norte; e Recife (Pernambuco), Nordeste.


De acordo com o pesquisador, mesmo com a diversidade de cultura das etnias indígenas e a especificidade de cada região, pode-se perceber que algumas violações aos direitos de crianças e adolescentes indígenas são recorrentes. A principal delas, segundo ele, é o consumo de álcool.

O alcoolismo, de acordo com Silva, diz respeito tanto a jovens quanto a adultos e traz inúmeras consequências para a comunidade, como aumento de discussões e agressões. O professor destaca ainda a falta de assistência e de políticas relacionadas a essa questão como queixas recorrentes dos indígenas.

Outro ponto ressaltado por Silva é a pobreza. De acordo com ele, muitos indígenas migram para a periferia de centros urbanos para estudar e trabalhar; entretanto, não têm seus direitos de indígenas totalmente garantidos. "Eles reivindicam documentos de identificação como indígenas mesmo estando fora da comunidade", afirma, observando que há uma tendência do Governo só reconhecer como indígenas aqueles que vivem nas comunidades.

O pesquisador aponta ainda outras violações que não são tão recorrentes quanto as primeiras, mas que também são bastante fortes, como é o caso da violação e da exploração sexual de crianças e adolescentes. Segundo ele, a proximidade das comunidades com obras de barragens e outros projetos de desenvolvimento contribui para a prática dessa violação.

Cristhian da Silva ainda revela que a situação dos indígenas em Mato Grosso do Sul será destaque no seminário. Isso porque, de acordo com ele, o estado concentra diversas violações aos direitos indígenas, principalmente em relação à terra. "O sul do Mato Grosso do Sul apresenta um grande problema territorial", comenta, lembrando os conflitos entre diversas etnias indígenas e proprietários de terras.

Além de discutir sobre os resultados da pesquisa, durante os três dias de seminário, os participantes também terão a oportunidade de conhecer e analisar as sugestões apresentadas - durante as oficinas do diagnóstico - para o Plano Decenal dos Direitos Humanos da Criança e do Adolescente 2011-2020.

A programação completa do Seminário está disponível em: http://www.cinep.org.br/event/show/id/7


--

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

NOSSA APRESENTAÇÃO NO ENCONTRO MINEIRO DO PRO-INFANTIL

Nesta manhã nós da cia Sapitucas estivemos no auditorio do Othon Palace em Belo Horizonte para desejar boas vindas aos participantes do Encontro Mineiro de formação do Pró-Infantil promovido em parceria entre MEC E Secretarias Municipais de Educação de Minas Gerais. 140 munícipios participam do Encontro que se encerra amanha, terça-feira.
Gostaria de agradecer a Fátima Sales e Marilia Guimarães pelo convite feito para abrir o encontro.
um abraço a todos!

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Contos sete em ponto: maria Farinha e contos da África

POSTADO EM : ALETRIA


A África está de volta ao Conto Sete em Ponto de novembro, o mês da Consciência Negra, prometendo uma noite cantarolante onde palavra tem cor e pintura tem som. O espetáculo apresentado pela Trupe Maria Farinha (Sandra Bittencourt & Babu Xavier) promete valorizar a identidade e a auto-estima dos transeuntes e de diversas etnias, que são frutos de uma sociedade que carrega as marcas de um passado cheio de opressão e discriminação racial, de história, luta, cantos, lamentos e influência musical. As apresentações serão nos dias 25 e 26 deste mês, em Belo Horizonte e Ouro Preto respectivamente.
A ENTRADA É FRANCA!

ESPETACULO: A CANÇÃO DOS HOMENS CONTOS AFRICANOS
TRUPE: MARIA FARINHA

DATA: dias 25 e 26 DE NOVEMBRO


Em Belo Horizonte:


Data: 25/11/2010 (quinta-feira) // Horário: 19h
Local: Teatro da Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa (Praça da Liberdade, 21, térreo – Funcionários).

Ouro Preto
Data: 26/11/2010 (sexta-feira) // Horário: 19h
Teatro Municipal

PARA SABER ONDE PEGAR OS CONVITES CLIQUE ABAIXO:
LOCAL DAS APRESENTAÇÕES E CONVITES:

Práticas e Reflexões com Educadores do Centro Cultural Banco do Brasil

+ um curso interessante, em São Paulo, é pertim!!!

postado em Portal Cultura da Infancia
por Tatiana Henrique em 16/11/2010


Envio abaixo a sinopse do , encontro mensal realizado pelo CCBB Educativo (Centro Cultural Banco do Brasil) SP, com temas e exercícios voltados para educadores de espaços formais e não formais.

Práticas e Reflexões com Educadores

27 de novembro, sábado – 10h às 12h

O encontro deste mês trata sobre a Contação de histórias e sua integração em sala de aula e em espaços culturais. Os participantes serão divididos em três estações - Contação e Oralidade; Contação e Abordagem Junguiana; Contação e Corpo/Leitura - em que os temas-chave são discutidos a partir de exercícios. Contadoras-mediadoras: Deise Brito, Regiane Teixeira e Tatiana Henrique.

Público alvo: professores, educadores e interessados em educação, arte e cultura. Inscrição prévia com o agendamento pelo fone 3113-3649 – Capacidade: 70 pessoas.

Classificação indicativa: a partir de 18 anos

Tatiana Henrique http://mundoazulth.blogspot.com/
Contação de histórias - Teatro - Educação

Oficina de Percussão- Grupo Monobloco RJ

Este aqui vai ser no Rio, logo ali!


OFICINA COM INTEGRANTES DO GRUPO MONOBLOCO
Bom gente, eu que trabalho com criança e percussão não ia deixar de dar o recado:
Um abraço, rogerio
Postado no Cultura da Infancia por Aline Santos

"M – O – N – O – B – L - O – C – O, que beleza, uh, Monobloco!
Quem já foi ao show conhece o grito de guerra, entoado por milhares de pessoas a cada apresentação do grupo.
Consagrado por incorporar diversos ritmos e estilos musicais à batida do samba, o Monobloco é a cara do Rio de Janeiro.
E agora, além de dar o tom do carnaval carioca, leva sua batucada inovadora pelo mundo afora".

DIA 04/12 - sábado - das 15h as 18h
LOCAL: Auditório da SONKEY

INSCRIÇÕES:
na Ilimus - Instituto Livre de Música - Rua Anita Garibaldi 94
Período: 16 a 26 de novembro
Valor: R$ 40,00 - vagas limitadas

domingo, 14 de novembro de 2010

PATO FU: Musica de brinquedo

Olá, pra quem deseja uma ótima dica de cd para presentear adultos e crianças dá uma olhada só nesta reportagem sobre o novo cd do PATO FU: musica de brinquedo. O pessoal tira a musica de brinquedos e com eles interpretam canções muito conhecidas como primavera de Roberto Carlos, Tim Maia, Ovelha Negra da Rita Li ou Love me Tender do Elvis Presley. O resultado ficou muito legal, os arranjos permanecem os mesmos das outra versões mas a sonoridade dos instrumentos musicais infantis dão novas cores as musicas, tudo fica mais delicado. É simplesmente lindo! As crianças participam das musicas também e no show de divulgação a gente pode contar com os bonecos do Grupo Gira Mundo. Segundo os proprios musicos o cd é pra unir adultos e crianças. Os primeiros pela nostalgia do espetáculo e o segundo pela novidade e por ver que são instrumentos musicais, brinquedos como o que ele brinca em casa. Deu um nó e aqueceu a discussão sobre musica pra criança. Eu como adulto gostei muito do resultado. O que será que as crianças acharam?


pra quem quer ver uma canção do espetáculo Rock and Roll Lullaby (Cynthia Weil / Barry Mann). clique abaixo!
musica de brinquedo pato fu

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

AGENDA NOVEMBRO/DEZEMBRO

- dia 12/11- Curso CEMEI Polo Juverci- contagem
- dia 20/11- Curso CEMEI PEROBAS- Contagem- apresentação Cia Sapituca Ibirité
- dia 22/11- abertura encontro de Educação Infantil MEC- Othon Palace- Belo Horizonte
- dia 25/11- Curso CEMEI Belem- Contagem
- dia 02/12- Curso de capacitação Educação Infantil e Diversidade programa Pro-Infantil- MEC - UFMG
- dia 03/12- Curso CEMEI Bom Jesus- Contagem
- dias 6, 7, 8/12- Apresentação Cia Sapituca em Encontro Nacional Educação Infantil no Campo-/MEC-SECAD- Brasilia
dias 9 e 10/12- Encontro de Formação de Educadores Infantis/ PROJECTA- João Pinheiro
- 17/12- Curso CEMEI Bom Jesus- Contagem

Brincantes do Brasil: Entrevista com Lydia Hortélio by Almanaque Brasil

Brincantes do Brasil: Entrevista com Lydia Hortélio parte 2 by Amanaque Brasil